Anedotas
16-Mai-2006
1.
O miúdo chega-se ao pé da mãe e diz:
- Mãe, preferias que eu partisse a perna ou o jarro da sala?
- Ora que pergunta tola, claro que preferia que partisses o jarro da sala!
- Então, podes ficar contente porque não parti a perna.

2.
O professor pergunta ao Joãozinho:
- Qual é o futuro do verbo roubar!
- É ir para a prisão senhor professor!!!

3.
Estão dois compadres a falar de baixo de um sobrero:
- Ó compadri, vocemecê casou por amori ou por interessi?
- Ó compadri, sinceramente, acho que casei por amori porque nã tenho interessi nenhum na mulher!

4.
A D.Maria já estava farta pois o marido já não tinha vontade de...ou lhe doía a cabeça ou queria ver o futebol... Para além disso de noite dava-lhe murros e pontapés que ela andava sempre pisada, por isso resolveu pedir o divórcio. Passado algum tempo pôs um anúncio no jornal:
«Procuro homem bom na cama mas que não dê murros e pontapés».
No dia seguinta tocam à campainha ela vai atender e vê um homenzinho sem braços e sem pernas numa cadeira de rodas:
- O que é que deseja?
- Eu vim responder ao anúncio...
- Desculpe mas não deve ter lido tudo, eu queria um homem bom na cama!
-O lhe, desculpe mas pensa que eu toquei à campainha com quê?
 
5.
No restaurante, o cliente diz ao empregado:
- Esta comida está intragável! Chame-me cá o gerente!
- O gerente também não a consegue comer, cavalheiro.

6.
Dois malucos estavam pendurados numa árvore de fruto.
De repente, um dos malucos cai e o outro pergunta-lhe:
- Então, pá. Estás maluco ou quê?
- Não, estou maduro.